terça-feira, 16 de setembro de 2014

Vivendo e aprendendo: (dermo)cosméticos

Pega lápis, papel, tablet, o que for! Hoje o post é pra aprender!

Sabe aquelas perguntinhas que a gente nunca faz? Que parecem bobas, simples demais ou que a gente esquece quando tem oportunidade? Esse post veio para solucionar pelo menos algumas dúvidas que você tem, ou pode ter tido, sobre cosméticos/dermocosméticos.


Lembra que contei aqui que fui no almoço de lançamento da Divisão Cosmética Ativa (DCA) da L'Óreal aqui em Porto Alegre. Pois bem, lá conhecemos a farmacêutica Raquel Trovo, que é gerente de Formação da DCA. Além de ser uma querida, é supercompetente e deixou todo mundo tri a vontade para perguntar. Em vez de falar sobre todos os produtos que ela apresentou (e muitos a gente já viu por aqui), achei que cês iam gostar de falar sobre as dúvidas e curiosidades que ela trouxe. Anota aí:

  • você sabia que cada embalagem de um determinado creme é feito para fazer o tratamento durante seis meses? Tem vezes que a gente acha caro, mas se usar direitinho, conforme a recomendação, dura seis meses, o que dá um custo-benefício supimpa (mas tem que usar direitinho, hein?



  •  sabe qual é a quantidade de creme para olhos que tem que colocar por dia: um grão de arroz (e não vale medir por esse aí de cima, porque tá muito grande, hein?). Isso mesmo: não adianta nada besuntar a região e gastar seu rico creminho em um mês. Todos os testes de efeito são realizados usando essa medida. Não precisa colocar a mais pra se sentir segura: é só pegar a medida do grão de arroz e dividir entre os dois olhos. Isso mesmo, os dois! Agora seu creminho precioso vai render bem mais, hein?
  • falando em creme, você sabia que tem direção certa pra passar creme? Pois então: sempre que passar um creminho, um sérum, uma fórmula mágica no rosto, o faça sempre de dentro para fora. Vale também para o meio grão de arroz de cada olho, viu?

  • e daí você tem montes de cremes pra aplicar antes de dormir. Sabe qual deles passar primeiro? Nessas horas é recomendado passar sempre da textura mais leve em diante. Por isso, sempre comece pelos séruns: eles possuem uma consistência mais fluida, por isso devem vir primeiro. Claro, isso se você não estiver misturando nenhum tipo de ácido que vá reagir a outro. Se houver dúvida, procure o dermatologista. 

  •  você sabe o que acontece por causa dos raios UVA? E os UVB? Fácil: os raios A = ageing, ou seja, são os que causam o envelhecimento. Já os B = burn, aqueles que causam queimaduras. 

  • já que sabemos o que causam os raios UVA e UVB, vocês sabem se o protetor solar de vocês tem proteção necessária para os dois? Comecemos do começo: FPS é Fator de Proteção Solar contra as queimaduras de sol, principalmente causadas pelos raios UVB. PPD é Persistent Pigment Darkening, a proteção contra os raios UVA. Existe uma regulação internacional que recomenda que a proteção UVA corresponda a, no mínimo, um terço da proteção UVB. Dessa forma, se o FPS for igual a 30 (FPS=30), a proteção UVA deverá ser, no mínimo, 10 (PPD=10). Observe isso da próxima vez que comprar protetor solar. Se a relação não for, no mínimo, de 1/3, não compre! 

E aí? Gostaram? Bem útil, né? Bolsa de Pandora também é cultura cosmética! hehehehehehehe!


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...