sexta-feira, 16 de maio de 2014

Diário de dieta: jaca, blogueiras, picaretagem e aceitação


Vamos começar com o mimimi justamente para poder superá-lo logo: não tou dando conta. Continuo trabalhando loucamente e comecei a estudar de novo. Uma disciplina mais pesada, que demanda muita leitura. Eu estou adorando, mas meu dia, que já tinha minutos contados, agora tem muitos minutos faltando. Como não dá para trabalhar menos, acabei sacrificando os exercícios. Não parei com tudo! Estou conseguindo ir quatro vezes por semana, mas não tenho tido condições de treinar duas horas. Vou de manhã, me arrastando, e só. Não tenho conseguido correr também. Claro, tudo é processo de adaptação. Durante duas semanas não consegui fazer absolutamente nada. Nas últimas três consegui treinar uma hora por dia, de três a quatro vezes por semana. Tenho esperança de melhorar isso nos próximos dias. Mas, gente, complicado, viu? Ah, e sim, claro que engordei. É reversível. Só preciso me adaptar.

*****
Mas deixemos o mimimi de lado. Queria comentar com vocês essa matéria da Folha sobre os livros recém lançados das blogueiras fitness. Acho uma irresponsabilidade, para não dizer coisa bem pior, que alguém, cuja área de expertise não tem nada relacionado à saúde e educação física, ficar ditando regra sobre nutrição e execução de exercícios.

Eu acho bem bacana quando as pessoas se inspiram em histórias e atitudes de outras pessoas pra se motivar a mudar de vida, ou a seguir levando adiante certas resoluções. Inspiração é sempre ótimo. Espelhar-se no esforço alheio para tentar tirar as raízes que a gente cria nas cadeiras e sofás é perfeito! Rola empatia e empatia é sempre algo bom de se sentir. Outra coisa, bem diferente, é uma publicitária dizendo não só o que ela come, mas fazendo recomendações sobre nutrição como se fosse verdade absoluta. Essa situação é absurda.

Viram? Não dá pra levar tudo ao pé da letra. Cuidado!

Querem mudar de vida, melhorar a saúde? Procurem profissionais. É bacana se inspirar nos outros, mas nossos corpos e metabolismos são todos tão diferentes e precisam ser respeitados. Não saia tomando whey, ou fazendo mil receitas de bolos e panquecas com isso, se você ainda não precisa suplementar a sua alimentação. Isso traz consequências. Um profissional de saúde e nutrição, associado a um educador físico, vai poder analisar com maior precisão qual a melhor estratégia para a sua saúde. Com esse acompanhamento você vai saber muito melhor dos resultados. Não quer acabar com lesões musculares ou um rim/fígado sobrecarregado? Então comece a seguir essa gente no instagram só para ir pra academia quando a preguiça chegar. Não use a dieta de ninguém. Não copie o treino de ninguém. Vai ser muito melhor e evitar uma série de danos e frustrações (lembre-se: corpos são diferentes e os resultados mudam).

E aí vem o próximo assunto: aceite-se. Mas cuide da saúde. Eu acho que dá pra tentar associar as duas coisas. Cuidar da gente é um favor que fazemos a nós mesmos. É clichê, é piegas, mas é a mais pura verdade. Ninguém vai cuidar da sua saúde por você. Hoje você está na casa dos 20, esbanjando saúde e, por isso mesmo, rateando. Mas essa conta vem, vocês podem ter certeza. É muito melhor começar a prevenir antes. Agora, isso não quer dizer que temos que virar um país de pessoas magérrimas ou de barrigas trincadas. Isso não é necessário. Mesmo. Nesse sentido, aceite-se. Não é a barriga de gominhos que vai te trazer felicidade. A sua saúde em dia, para tentar aproveitar mais tempo nesse mundo, sim. Priorize isso. Padrões, incluindo os de beleza, estão aí para serem quebrados. Isso não é menos. Isso não é feio. Isso não é um problema. Problema é estar com a pressão alta, com os níveis de açúcar alterados, com o colesterol batendo na trave. Por isso é importante se mexer. Por isso é importante ter uma atividade física. O treino de abdominais da blogueira tal não importa se o que ela quer que você faça é copiar a barriga tanquinho dela. Esse treino só vai ser bom se for para fortalecer seu abdômen para evitar que você sobrecarregue as costas e sinta aquelas dores chatas. Pensem nisso!

Qualquer coisa, tamos aí!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...