segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Diário de dieta: sobre as coisas que chateiam (ou foda-se, não deixe a peteca cair)


Tem dias que dá vontade de gritar e sair mandando todo mundo longe ao mesmo tempo. Porque tem coisas que chateiam. Bastante. De verdade. A gente tá lá fazendo um baita esforço, mudando de verdade e sempre tem alguém pra desdenhar do esforço. Isso me deixa megachateada. Claro, faço cara de ahan-sei-claro-tu-tem-razão, mas a vontade é dizer vai-tomar-no-cu-e-não-me-enche-o-saco. Para terem uma ideia de coisas que eu escutei sobre esse post.

- ah, essa marca tem um 40 grande
- hoje em dia o 40 tá bem maior
- só agora que tu começou a usar 40?
- é, ainda falta muito pra emagrecer, né?

Claro, nessas horas a gente respira e lembra das pessoas queridas que depois de lerem o mesmo texto disseram:

- não tem nada de pequena vitória, é grande vitória!

+ amor - gente pra puxar a gente pra baixo.

PS: ah, hoje experimentei a calça 40 que tenho guardada desde 2006 (última vez que entrei nela). E, ó, segura essa: entrou BEM direitinho. Só não sei se voltarei usar. Cara, como eu conseguia usar calça baixa daquele jeito? :/

****
Outra coisa que me deixa possessa: o cortisol. Antes de começar essa jornada, nunca tinha nem escutado falar nesse maroto, também conhecido como hormônio do estresse. O nível normal dele é até 25 microg/dL. Comecei nessa história com 28 microg/dL, se não me engano. Desde então, tudo que tenho feito (mais atividades físicas, mudança na alimentação, menor consumo de cafeína, trabalhar em níveis humanos) é no sentido de fazer o bendito baixar, já que quando ele se altera o corpo todo sofre. E daí que fui medir o danado de novo: 41,9 microg/dL. Sério? Onde é que eu vou parar desse jeito?? Eu realmente não sei o que fazer em 2014 para melhorar isso. Mas, né, me estressar com isso vai me gerar mais estresse. Então decidi que simplesmente vou ignorar a existência desse danadinho até que uma alternativa viável apareça. O que dá pra fazer está sendo feito. Chorarei mais as pitangas quando voltar no consultório da nutri querida em janeiro.

Até lá dá pra me dar mais alegrias, 2013?





2 comentários:

Carolina Ruiz disse...

Gente pra desdenhar de nossas conquistas muitas vezes brota até do chão! Mas mantenha seu foco, entrar numa calça 40 não é pouca coisa! Eu não sei o que é isso há um bom tempo rs

Beijos!
http://www.triboalternativa.com.br

Paula Coruja disse...

Oi!!! Nossa! Fazia um tempo que não te via por aqui, queri! Que bom!

Mas é de matar, né? Impressionante como brotam pessoas pra falar mal. E comemoro mesmo. Apesar das forças mais negativas, do 48 pro 40 não é pouca coisa, não!

Valeu pela força!

Beijoca, queri

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...