quarta-feira, 6 de novembro de 2013

What makes you happy

Eu andei tensa. Muito tensa. Uma série de coisas começou a degringolar e eu passei a ficar cada vez mais tensa. E tensionando, e me estressando, também com o facebook, que deveria ser puro lazer. O facebook anda sendo uma fonte quase inesgotável de desapontamento com a humanidade. Ao mesmo em que serve como estopim de esperanças. Como lidar? Pago o bônus para ter o ônus. Mas é do ônus que eu quero falar hoje. E como estou feliz por, apesar de ser ano ímpar (existe uma tendência - documentada - em ter um número sobressalente de merdas acontecendo na minha vida em anos ímpares, apesar de tudo), quero contar porque. Vem!

- Esse vídeo faz qualquer um sorrir e ver que tem muita criança de 7 anos dando baile em muita gente (não só por ter menos preconceitos, mas por ser bem mais articulado, como a menina que ao ser perguntada sobre o que pensava sobre casamento gay respondeu "I don't know, I am just new to the concept!"




- Eu tava precisando de vibrações positivas e bons desejos durante uma entrevista. Precisando mesmo de um apoio externo. Imaginem o quanto fiquei feliz ao ver que mais de 100 pessoas responderam? Foi muito, minha gente! Amei!

- Eu contei que bateram no meu carro e tava dando o maior bafafá, né? Isso me deixou no maior baixo-astral e insegura. Bem, a pessoa que bateu no meu carro bateu ali em casa dizendo que ia arrumar meu carro no dia seguinte, que viriam buscar e falou e falou. Eu não tinha como ir junto mesmo. Mesmo! E azar, entreguei a chave do carro pra alguém que eu mal conhecia para que alguém que eu nunca vi levar o meu carro para um lugar que eu não conheço. Eu tava tão desnorteada que topei, mas sempre pensando que podia dar merda (e com bastante medo disso acontecer). Alívio total, me devolveram o carro. E ele voltou muito melhor do que foi! De vez em quando as pessoas merecem um crédito a fundo perdido.

- E só ontem eu vi: uma pessoa ajudando um idoso a atravessar uma avenida movimentada, pessoas sorrindo para desconhecidos, uma pessoa que esbarrou em mim pediu desculpa, quatro donos de cachorro juntaram o cocô dos bichinhos durante um passeio. Tão pouco, mas foi tão bom.

Enfim, ainda dá pra acreditar. E bora lá ser feliz, que é o melhor que a gente faz!


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...