terça-feira, 11 de junho de 2013

Diário de dieta: suplemento não é para todo mundo


Depois de aumentar a convivência dentro da academia, o suplemento sempre entra na pauta de discussões. Whey protein e BCAA são os mais comuns. Mais normal que o assunto, é ver o povo com as coqueteleiras no bebedouro pra já tomar o suplemento assim que terminam o treino. Tudo muito legal, mas é bom lembrar: suplemento não é pra todo mundo e fazer isso sem a orientação de um médico e/ou nutricionista pode ter efeito contrário ao desejado. E com risco para a saúde.

Mas que cazzo de whey é esse?
Conhecida também como proteína do soro do leite, a whey protein é altamente digerível e rapidamente absorvida pelo organismo, aumentando a produção de proteínas no sangue e tecidos. Além disso, possui funções antimicrobianas, anti-hipertensivas, reguladoras da função imune e atua como fator de crescimento (ganho de massa muscular magra).

A whey protein é rica, principalmente, nos aminoácidos lisina, leucina, triptofano, cisteína e isoleucina. O benefício sobre o ganho de massa magra está relacionado principalmente à leucina (importante desencadeadora da síntese proteica).

Números: 100g de concentrado proteico do soro do leite (cerca de 3 medidas) possui, em média, 414 kcal, 80g de proteínas, 7g de gordura e 8g de carboidratos. A versão isolada é totalmente isenta de carboidratos, gordura e lactose. A versão hidrolisada possui composição semelhante, a diferença é que suas partículas são pré-digeridas.

Como a prática de exercícios físicos requer uma maior ingestão de proteínas, o que se deve a uma maior utilização de aminoácidos como fonte de energia e construção de músculos, então, a inclusão de proteínas do soro do leite na dieta mostrou aumentar os níveis de aminoácidos circulantes e melhorou a reparação de tecidos em diversos estudos publicados.

Considerando também que o exercício físico intenso causa depressão imunológica, produção de radicais livres e catabolismo proteico, e que as proteínas do soro do leite agem estimulando o sistema imune, algumas frações são antioxidantes e elas impedem o catabolismo devido à sua rápida digestão e assimilação, é de se esperar que sua ação seja benéfica ao organismo antes e após os exercícios.

A ingestão de proteínas de rápida absorção após o exercício favorece a recuperação e aumento da massa muscular. Quanto menor o intervalo entre o término da atividade e a ingestão proteica, melhor será a resposta anabólica ao exercício. 


Voltando. Conheço três pessoas que consultaram médico e nutrólogo, tão fazendo tudo direitinho e ganhando a definição muscular buscada. O mais engraçado é que nenhuma delas toma o whey igual: são doses diferentes adaptadas à alimentação de cada uma. Isso é o correto. Suplemento é pra suplementar, não para virar a base da alimentação.


Se o pessoal vier te perguntar ou fazer pressão, agradece, mas diz que vai consultar antes. Não é chatice. É pela saúde mesmo. Se você estiver precisando perder peso, pode acabar ganhando ainda mais se ingerir muito whey. Suplementar errado quando se quer ganhar músculos e definição pode causar sobrecarga nos rins (e em casos graves até falência do órgão).

Saiba mais:
Sem orientação, a dupla musculação e shakes de proteína pode prejudicar
Mitos e verdades (prestenção) 
Vantagens e desvantagens do consumo de whey
Programa Bem Estar sobre suplementação

***************
Bom, dito isso, continuo naquele ritmo (e sem nenhum tipo de suplementação). Acho que consegui ganhar um fôlego a mais e já tou empolgada pra tentar baixar o tempo da última prova (vicia isso, né?). Ah, no próximo post vou trazer a minha playlist nova. Continua eclética como a última. E com vocês? Tudo bem?


Um comentário:

nathalia silva disse...

Tô fazendo acadeia e sempre tem essa conversa de suplementos e tal, só sei que tô fora. Não gosto muito.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...