quinta-feira, 14 de junho de 2012

Bullying fiscal: boa dose de paciência para esperar as compras internacionais


Quem compra em sites internacionais sabe bem o martírio que tem sido para as compras chegarem. Pode ser um mimimi ao melhor estilo #classemédiasofre, mas, né, paciência tem limite. Indo atrás, o pessoal do Blog do Jotacê conseguiu descobrir o motivo: todas as compras vindas da China e dos Estados Unidos estão ficando retidas, numa espécie de quarentena, até que se esgote o prazo legal de análise, que é de 90 dias. O objetivo disso? Um só: fazer com que as pessoas comprem só no Brasil.

Ah, e tem também a operação Maré Vermelha, que visa combater fraudes nas operações de importação, priorizando produtos cuja importação têm prejudicado a indústria nacional, como vestuário, calçados, brinquedos, eletroeletrônicos, bolsas, artigos de plástico, pneus, cosméticos e perfumaria. Ou seja, tudo dessas categorias recebe "tratamento especial". Affff!

Gente amiga, compro em sites internacionais por três motivos: 1) conseguir produtos diferentes do que se encontra por aí 2)conseguir produtos que eu não encontro por aqui (alguns livros, marcas) 3) o mais importante e que poderia até anular os anteriores: PREÇO. Sim, comprar lá fora pode ser muito econômico. Tenho casaco de lã, por exemplo, que paguei R$ 60,00 na Asos, que tá sendo cobrado quase R$ 300 por aqui. E com frete grátis. O mesmo acontece com uma perfecto de couro fake: paguei R$ 68,00 no site gringo e aqui, com o mesmo material e acabamento, não acho por menos de R$ 250. Me diz: você também não compraria?



Sei dos problemas da economia brasileira, das políticas de estímulo ao consumo do governo, da quebradeira gradual sofridas nos últimos 20 anos pelas indústrias têxtil e calçadista brasileiras. Juro que me comovo. Procuro ajudar, consumindo o que é daqui. O que não quer dizer que eu não possa aproveitar uma barbadinha de vez em quando no site gringo, ou comprar o que nenhuma loja me oferece aqui. Sério, a gente rala tanto, se rala tanto, que deveria, ao menos, ter o direito de aproveitar e comprar onde quiser e contar com um serviço eficiente de entrega. Essa situação só me deixa com raiva. E, sinceramente, a única coisa que mudou pra mim é que planejo minhas compras de outra maneira, além de priorizar as compras em sites europeus (esses têm chegado direitinho).

Bom, e fica a dica: antes de qualquer reclamação espere o prazo de 90 dias antes de considerar as compras feitas na China e Estados Unidos atrasadas. Ah, são 90 dias contados a partir da estimativa de entrega, não da data do pedido. O jeito é ter paciência. E mudar o destino das compras. Pelo menos até esse bullying fiscal passar (ou os preços aqui atingirem um mínimo de decência).


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...