quarta-feira, 9 de maio de 2012

Os altos e baixos e pense magro



Desintoxicar é passar por altos e baixos sempre. Hoje o dia começou baixo. Não consegui sair da cama para fazer qualquer exercício e ontem tive uma fome destruidora à noite. Sorte que minha casa não tem nada de carboidrato pra comer e tive me virar com repolho, bife e pepino em conserva.

Uma coisa é certa: papai do céu vai ter que ser um cara legal e, se existir uma próxima vida, me mandar de volta magra de ruim. Sim, não basta ser magra, porque manter dá trabalho, quero ser daquelas que come e não engorda. Ando precisando pensar magro, porque cabeça de gorda tentando comer comida de magro não funciona bem.

Vamos às coisas boas! A Bruna Paulin, lindona e queridona do coração, começou um blog onde conta a saga, junto com a amiga Angélica, sobre perder peso. O Corra Lola, corra é uma delícia, vocês vão adorar. O desafio das Lolas já existe há um ano, então vocês vão poder ler bastante coisa desse período, não só os desabafos, mas as dicas da nutricionista, indicações de exercícios e tratamentos estéticos e muito mais. Vale muito cada clique. E é do CLC, justamente, que vem as dicas de hoje para quem quer emagrecer pensando magro. Reproduzo e destaco as que mais gosto:

Só do bom e do melhor.


Você não joga lixo na rua nem no chão de casa. Por que iria jogá-lo para dentro do seu corpo? Use essa lógica na hora de comer e recuse o que não estiver de fato delicioso, não importa se é um bombom ou um pão com manteiga. Antes de dar a segunda mordida, pergunte-se: isso está mesmo gostoso? Se a resposta for algo do tipo ‘mais ou menos’, ponha de lado. 


Um quilo de cada vez


Em vez de colocar na cabeça que quer se livrar logo de 10 ou 15 quilos, concentre seu esforço em perder o primeiro quilo. Quando chegar lá, passe à próxima meta. O processo pode demorar um pouco mais, porém, ao estabelecer objetivos menores, fica mais fácil de alcança-los e, é uma maneira de valorizar pequenas conquistas e evitar frustrações.


Comida em preto e branco


Imagine seu prato favorito (quanto mais calórico, melhor!), com todas as cores e texturas. Chega a dar água na boca, não? Agora, tente visualizá-lo em preto e branco, como uma folha de jornal. Ainda parece apetitoso? Experimente esse exercício antes de cada refeição. Comemos primeiro com a cabeça, ou seja, a imagem que se forma no cérebro, acaba definindo o tamanho da fome. Deixando-a menos atraente, você vai ter menos vontade de devorar o prato quando estiver na sua frente.


Fome ou vontade de comer?


Quando estiver à beira de um ataque à geladeira, pergunte se o que tem é fome mesmo ou só vontade de comer. Então, dê uma nota de 0 a 10 para cada uma e, tente comer só quando a fome for maior. No começo, pode ser difícil resistir ao desejo de apenas pôr alguma coisa na boca, mas, aos poucos, você aprende a ouvir seu corpo e a vencer o impulso.


E aí? Já estão mentalizando magro?
;)


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...