sexta-feira, 20 de abril de 2012

Um livro para a semana: Mensagem de uma mãe chinesa desconhecida, Xinran


Este livro aborda uma questão bem delicada: a política de planejamento familiar chinesa e a relação das mães com as filhas. A política do filho único em uma cultura ultramachista que valoriza muito mais os homens levou ao infanticídio de milhares de bebês do sexo feminino. Muitas não mataram as filhas, mas as entregavam para adoção. Os aspectos sociais e econômicos também influenciaram (e ainda influenciam) na decisão. Por muito tempo (e com pouco conhecimento, é verdade), os ocidentais julgaram essas mães como frias e insensíveis. A jornalista Xinran, neste livro, dá voz a estas mulheres, mostrando as circunstâncias em que vivem, o que pensam. E tudo o que não vemos é insensibilidade.

O livro é dedicado às centenas de milhares de mães chinesas que se viram levadas a rejeitar - e até mesmo a matar - suas bebês. As histórias são, ao mesmo tempo, tocantes e alarmantes. Um dos relatos é o afogamento pela parteira de uma menina recém-nascida em um balde testemunhado pela autora em uma das áreas mais pobres da China. Os dados levantados pela jornalista documentam o pouco valor dado às mulheres: a família chinesa gasta de US$ 1,3 mil a US$ 6,5 mil para adotar um menino, enquanto que pelas meninas são gastos menos de US$ 40.

São relatos e dados importantes de serem mostrados, já que, apesar da situação ter mudado nas grandes cidades chinesas, ainda permanece em áreas rurais e mais remotas. Acho que vocês vão gostar


Mensagem de uma mãe chinesa desconhecida, Xinran
Editora: Companhia das Letras
272 páginas
Preço: R$ 42,00 (ou R$ 20 usado)

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...