quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Máscara de cílios: qual delas usar?

O cosmético foi inventado por Eugene Rimmel, um talentoso perfumista francês, fundador da House of Rimmel, no século 19. A máscara de cílios moderna, por sua vez, foi criada em 1917 por um químico chamado T.L. Williams depois que sua irmã Maybel lhe pediu que criasse um produto fácil de usar. EstA nova máscara foi feita misturando vaselina e pó de carvão. Ele fez tanto sucesso que Williams começou a vender seu novo produto pelo correio. Anos depois, sua pequena empresa, chamada Maybelline Company (óóóóóóó), se tornou uma das líderes na indústria de cosméticos. O surgimento do tubo com bastão de aplicação o tornou ainda mais atrativo para o mercado do que a antiga pasta de rímel.

A Max Factor foi a primeira a utilizar esse tipo de recipiente para o cosmético. Essa mudança deu início aos produtos que estão disponíveis atualmente no mercado, então não podemos esquecer que o nome rímel é uma marca, e o produto final que usamos se chama máscara de cílios! Depois do momento histórico, vamos saber um pouco mais sobre as opções que temos?

A máscara deve ser aplicada nos cílios, dos cantos interiores para os exteriores, podendo a aplicação ser em várias camadas, intensificando, assim, o seu efeito. O aplicador deve ser mergulhado no produto e imediatamente passado nos cílios, como se os penteasse, do início de sua base até suas pontas, espalhando o produto de forma uniforme. O resultado são cílios mais sensuais e um olhar mais marcante. O rímel deve ser retirado com demaquilante apropriado após o uso.



De cerdas curtas e grossas: retêm o produto entre as cerdas e aumentam o volume dos fios. (Rímel Shiseido)

De cerdas finas e duras: quase como um pente, elas alongam os cílios sem que se formem “gomos”. (Rímel Natura Diversa)

De cerdas bem separadas: deixam os cílios mais soltos e bem penteados. (Rímel Bourjois)

De cerdas alternadas: definem beeem os cílios, por isso é indicado para quem tem fios ralos e curtos. (Rímel Natura Única)

Escovinha: o modelo mais tradicional, perfeito para dar volume aos fios. (Máscara extra volume O Boticário)

Pente: mais recentes, os aplicadores em pente têm a função de pentear os cílios enquanto se aplica o produto. Os fios se alongam, ficam definidos e não grudam uns nos outros. (Rímel Bourjois)

Escovinha + pente: a junção dos dois tipos só podia ser para... alongar e dar volume, ao mesmo tempo! Geralmente, esse aplicador tem um lado com cerdas mais grossas, para dar volume, e outro com o pente, mais durinho, que alonga. (Rímel Luxurious Lenghts Revlon)

Escova em formato “C”: indicado para quem tem os cílios caidinhos, já que ajuda a curvá-los para cima. (Rímel Virtuôse, da Lancôme)

Em forma de “ouriço”: esse aplicador, super diferente, permite que você passe o produto em qualquer ângulo, do jeito que bem entender. Assim nenhum cílio de fora. (Rímel Phenomen`eyes, da Givenchy)

Cerdas coloridas: servem para que você veja, ali, se o produto está ressecado ou acabando. Se você consegue ver a cor do aplicador, é porque a hora de trocar de rímel já chegou! (Rímel Tracta)

E aí? Escolheram os seus?



Um comentário:

★ Flordeliz ★ disse...

enho as minhas da maybelline que adoro...

Se quiser me segue amada!

www.ohlouka.blogspot.com

Beijinhos com Glitter

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...