terça-feira, 13 de setembro de 2011

10 coisas que eu odeio no atendimento em lojas

Eu adoro comprar. Quem não adora comprar? Um cartão de crédito liberado é o sonho (bem parecido com um paraíso) de qualquer mulher. Mas para que tudo seja perfeito, um bom atendimento é fundamental. Como uma listinha é sempre presença obrigatória em qualquer bolsa, resolvemos fazer a nossa das 10 coisas mais irritantes que podem acontecer enquanto somos atendidas numa loja.

Então, queridas vendedoras, prestem atenção:



1º) Não interessa com que roupa eu entro na loja, você, vendedora, tem a obrigação de me atender bem. Isso é uma das coisas que mais irrita em Porto Alegre. Só porque aconteceu de eu não sair na rua extremamente bem vestida e penteada (todo mundo tem um bad hair day), não significa que eu não tenha dinheiro para gastar na sua loja, baby. Acho que São Paulo também é irritante nesse sentido. Muitas (MUITAS) vezes isso aconteceu em um certo shopping da capital gaúcha comigo. Juro que evito entrar em certas lojas quando vou lá (e apareço raramente, podem acreditar).

2º) Não diga que você não tem o meu tamanho antes que eu pergunte. Isso já aconteceu com 99,99999% das gordinhas que eu conheço. Se você não sabe o que eu quero comprar, nem para quem eu quero comprar, não se antecipe. Soa como se você, vendedora, estivesse me expulsando da sua loja. E eu não gosto de ser expulsa de lugar nenhum.

3º) Se eu achar que a roupa não ficou bem em mim, não tente me convencer do contrário só pra atingir a sua meta. Apesar de sermos loucas por umas comprinhas, temos senso crítico. Sabemos diferenciar o que está ridículo daquilo que é novo e talvez tenhamos que nos acostumar. Um pouco de sinceridade e, quem sabe, bom gosto para ajudar a escolher uma outra peça que caia como uma luva é sempre bem-vinda.

4º) Não finja que é a minha melhor amiga e que me conhece há décadas. Sabemos que isto não é verdade. Falsa intimidade não faz com que a gente gaste mais, sweety.

5º) Se eu te chamar para pedir ajuda, me ajude, não me ignore. Eu sei que os dias são longos, que alguns clientes podem realmente sugar a sua energia, mas se eu estou pedindo ajuda é porque eu preciso de ajuda, seja para perguntar se você tem o meu tamanho (agora, sim, você pode dizer que não tem) ou se você tem alguma peça que se pareça com o que eu estava pensando. Juro, se eu tivesse acesso ao estoque, não perguntaria. Mas já que perguntei...



6º) Não fale demais. Nem sobre sua vida, nem sobre a loja, nem como sua gerente é o inferno. Sério, quando estamos comprando nos preocupamos com o que queremos. Minha vida pode estar uma droga também, mas eu não descarrego isso em você. Fora que posso dar meia volta e ir embora se você continuar falando mal da loja, da gerente, da confecção. E aí sim, sem a venda, sua vida vai ficar uma droga.

7º) Quando eu te pedir meu tamanho, mesmo que ele soe enorme aos seus ouvidos, não tente dizer que não estou tão gorda assim me dando um tamanho menor. A frustração se não servir vai ser grande e meu bom humor para, quem sabe, levar aquela outra peça pode evaporar de repente.

8º) Se eu te disser que não gosto de determinado acessório, peça, ou derivado, não tente me convencer só porque é o novo lançamento da estação. Nem tudo o que é criado em moda é para todos e gosto e estilo estão aí para serem respeitados. Se eu não gosto de clogs e alguns tipos de ankle boots nada vai me convencer a usar e a sua insistência vai me levar para beeeeem longe da sua loja.

9º) Aquele atendimento leeento demais também pode acabar com qualquer bom humor. Sério, nem sempre a gente sai pra comprar como se não houvesse amanhã. Muitas vezes a gente tem só a hora do almoço, uma hora antes de outro compromisso e não gostaríamos de ter que abandonar o barco após esperar meia hora por algo que você foi buscar no estoque ou fechando a nossa conta.



10º) Não me atenda como se tivesse tomado chá de boldo com wasabi. 99,999% das vezes que a gente sai pra comprar, a gente fica feliz com isso, não estrague tudo com uma carinha de quem comeu e não gostou. Simpatia em excesso também é irritante, mas cara de quem comeu e não gostou faz com que ou a gente não volte, ou prefira sempre ser atendida por aquela sua colega que, também está cansada, mas apresenta toda a boa vontade do mundo quando diz "posso ajudar?".

Queridas vendedoras, não fiquem chateadas. Sabemos que não somos fáceis às vezes e algumas consumidoras realmente ultrapassam qualquer limite. Mas a maioria de nós só quer ser feliz com um sapato novo, uma roupitcha nova... É um relacionamento onde todo mundo sai ganhando. E lembrem-se: vocês também são consumidoras, sempre atendam como gostariam de ser atendidas e tudo ficará bem ;)

2 comentários:

Vica disse...

Concordando muito!

A Menina que não pisca nunca! disse...

Flor, desculpa invadir seu blog para divulgr um post, mas eu gostaria que o máximo de pessoas pudesse ler, por isso vim aqui divulgar, me ajuda?

http://ama-visse.blogspot.com/2011/09/cedo-demais.html

Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...